Your browser does not support JavaScript!
Secretaria Geral MAI

GNR organizou 17.ª reunião de coordenação do GARSI Sahel

Publicada em 28-04-2021
A Guarda Nacional Republicana organizou, no dia 26 de abril, nas instalações da Unidade de Intervenção, em Lisboa, a 17.ª reunião de coordenação do Projeto GARSI Sahel, que contou com a presença do Ministro da Administração Interna, Dr. Eduardo Cabrita e da Embaixadora de Espanha em Portugal, Dra. Marta Betanzos Roig.

Este projeto, aprovado em 2016, visa a criação de unidades de intervenção das Forças de Segurança dos seis países beneficiários (Mauritânia, o Mali, o Níger, o Burkina-Faso, o Chade e o Senegal), com capacidade efetiva para responder a situações de grave alteração da ordem pública, mas também para assegurar a prevenção e combate ao crime, procurando garantir a afirmação do Estado de Direito. Para tal, o projeto tem criado Unidades de Intervenção Rápida (Unidades GARSI) em cada um dos Estados beneficiários, integrando mais de 800 militares, altamente formados e treinados, e que têm desempenhado um papel fundamental em domínios como a prevenção e o combate ao terrorismo e à radicalização, aos diversos tipos de tráficos ilícitos, bem como à imigração ilegal. O Projeto GARSI tem assegurado elevados níveis de reconhecimento por parte das autoridades locais, o que testemunha do esforço de todas as partes envolvidas tendo em vista a sustentabilidade desta iniciativa de carácter eminentemente regional.

O projeto é implementado através das Forças de Segurança de natureza militar de quatro Estados-membros da União Europeia: a Guarda Nacional Republicana (Portugal), a Guardia Civil (Espanha), a Gendarmerie Nacional (França) e a Arma dei Carabinieri (Itália).

A participação da GNR tornou-se efetiva no início do ano de 2017, através de diversas reuniões de coordenação, tendo assumido os cargos de Coordenador-adjunto do Projeto GARSI no Níger em 25 de março de 2017 e no Burkina Faso em 8 de abril do mesmo ano. Tem participado na formação contínua de quadros e de formação de base dos Gendarmes dos diversos países nas áreas das operações especiais, tráficos ilícitos e proteção da natureza (excecionalmente no Burkina Faso na área do policiamento de proximidade), na mentoria das unidades já formadas no Níger e no Chade e no processo de Initial Operational Capability no Níger, e Full Operational Capability no Senegal e Burkina Faso, contando com 49 militares projetados no total.

Atualmente, a Guarda assume os cargos de Coordenador do Projeto GARSI no Mali, e de Coordenador-Adjunto no Burkina Faso. Em 2021, está ainda previsto que a Guarda projete, para a região do Sahel, 10 formadores nas áreas de Inativação de Engenhos Explosivos e Sniper.

​ 



CONTACTOS GERAIS

Secretaria Geral da Administração Interna
Rua S. Mamede n.23
1100-533 Lisboa

Tel: 213 409 000

© 2020 - SGMAI - Todos os direitos reservados